Orquestra Sinfônica Brasileira - ROCK SINFÔNICA - A História do Rock Mundial

Terça às 19h

14 de Abril

Tipo de Evento: Concerto
Classificação: Livre
Duração:  80 min

Link: https://bileto.sympla.com.br/event/64932/d/84739

Release:

Em 2020 o Teatro Riachuelo Rio recebe a Orquestra Sinfônica Brasileira para uma série especial de concertos que vai da música clássica até o universo pop. Este concerto de abril, “ROCK SINFÔNICA – A História do Rock Mundial”, será regido pelo maestro Eduardo Pereira, com arranjos de Lipe Portinho.

Programa:

DÉCADA DE 30/40 (As Origens do Rock)

Robert Johnson – Cross Road Blues (1937), Hank Williams – Move it on Over (1947), Muddy Waters – Hoochie Coochie Man (1954)

 

DÉCADA DE 50 (Tirem as Crianças da Sala)

Little Richard – Tutti Frutti (1955), Jerry Lee Lewis – Great Balls of Fire (1957), Chuck Berry – Johnny B. Goode (1959), Elvis Presley – Jailhouse Rock (1957)

 

DÉCADA DE 60 (A Invasão Britânica)

The Who – Pinball Wizard (1969), Rolling Stones – Satisfaction (1965), The Beatles – Yesterday (1965), The Beatles – Eleanor Rigby (1966), The Beatles – Penny Lane (1967), The Beatles – Let it Be (1968)

 

DÉCADA DE 60 (A Reação Americana)

Bob Dylan – Blowin in the Wind (1963), Beach Boys – God Only Knows (1966), The Monkees – I’m a Believer (1966), The Doors – Light My Fire (1967), Jimi Hendrix – Purple Haze (1967)

 

DÉCADA DE 70 (O Rock Progressivo e os Precursores do Heavy Metal)

Pink Floyd – Time (1973), Deep Purple – Smoke On The Water (1973), Aerosmith – Dream On (1973), Led Zeppelin – Kashmir (1975)

 

DÉCADA DE 70 (Os Glam Rock)

Elton John – Your Song (1970), David Bowie – Life on Mars? (1971), Queen – Who Wants to Live Forever (1986)

DÉCADA DE 80/90 (O Novo Metal)

Scorpions – Still Loving You (1984), Guns N’ Roses – November Rain (1987), Metallica – Nothing Else Matters (1991), Iron Maiden – Fear of the Dark (1992)

 

O ROCK NO BRASIL (Da Jovem Guarda aos Dias “Quase” Atuais)

Roberto Carlos – Calhambeque (1966), Raul Seixas – Metamorfose Ambulante (1973), Lulu Santos – Tempos Modernos (1982), Paralamas do Sucesso – Óculos (1984), Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz (1983), Legião Urbana – Que País é Esse? (1987)

 

SOBRE A ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA

Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 78 anos de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia.

Nas últimas sete décadas, a OSB revelou nomes como Nelson Freire, Arnaldo Cohen e Antônio Meneses, e esteve à frente, maestros e compositores brasileiros como Heitor Villa-Lobos, Eleazar de Carvalho, Claudio Santoro, Francisco Mignone e Camargo Guarnieri. Também faz parte de sua história a colaboração de alguns dos maiores artistas do cenário internacional como Leonard Bernstein, Arthur Rubinstein, Mstislav Rostropovich, Igor Stravinsky, Claudio Arrau, Zubin Mehta, Lorin Maazel e Kurt Masur, entre muitos outros.

Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de responsabilidade social e democratização de acesso à cultura. Para viabilizar suas atividades, a Fundação conta com a Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem a NTS – Nova Transportadora do Sudeste como mantenedora e a Vale, Brookfield e Eneva como patrocinadoras, além de um conjunto de apoiadores culturais e institucionais.

COMPRAR INGRESSO